sábado, 27 de março de 2021

Maria Bonita: "Madame Pompadour do Cangaço"

 

"

"Teem ahi os nossos leitores uma pose feita, com toda dignidade cinematográphica de uma Greta Garbo, pela famigerada Maria Oliveira, vulgo "Maris do Capitão", companheira do famoso bandoleiro "Lampeão."

"Maria do Capitão" é a unica pessoa do grupo que exerce ascendencia moral sobre o chefe cangaceiro. Por vezes, "Lampeão" hezita em lavrar uma sentença de morte e é ella sempre quem resolve em ultima instancia. Maria Oliveira, porém, raramente decide em favor do réu.

A photographia acima foi feita pelo sr. Benjamin Abrahão, cinematographista-amador e que a cedeu especialmente aos “Diarios Associados". Nella apparece a companheira de "Lampeão" trazendo o seu "tenue" domingueiro, os cabellos alisados a banha cheirosa, meias de algodão, sapatos "ressés" e seu vestido azul claro de linho.

Maria Oliveira posa em companhia de dois cães de estimação, um dos quaes, "Ligeiro", é o seu favorito."

Por occasião dos encontros do bando com a policia, emquanto os homens lutam e resistem, ella em companhia das outras mulheres do grupo, abre, nas caatingas cerradas, os caminhos por onde possam fugir os cangaceiros, ante a imminencia de se verem cercados.

- Os asseclas de "Lampeão" rendem-lhe as mais servis homenagens, tudo fazendo para não cair no desagrado dessa "Madame Pompadour do Cangaço, senhora de baraço e cutello dos sertões nordestinos".( Diário de Pernambuco, Recife, quarta-feira, 17 de fevereiro de 1937).

Nenhum comentário:

Postar um comentário