terça-feira, 5 de setembro de 2017

AS INACREDITÁVEIS INSCRIÇÕES RUPESTRES DA PEDRA DA LUA DE CHÃ DOS PEREIRAS: Você já ouviu falar?

Não consigo imaginar o Ingá diminuído de suas riquezas já conhecidas, esquartejado de seu patrimônio, distanciado de sua história e vitimada de Alzheimer a sua memória. 

A muito tempo venho chamando a atenção da população do município a respeito da multiplicidade dos monumentos e dos encantos que o município como um “rapaz velho e donzelo” traz escondido e desejado.
Falemos das Platibandas, das bandas, da violência do coronel e do cangaço! Falemos mais das chiquitas, que aqui entre nós, não eram muitos bacanas!
Falemos do tronco e do chicote que por muita luta e nenhuma sorte o escravo obrigou o coronel a não mais usar!
Falemos mais das Labirinteiras, das bordadeiras e até mesmo das fofoqueiras..., Mas não esqueçamos jamais daquilo que nós fazem homens e humanos que é a cultura que constrói nossos sonhos, instiga desejos e nos possibilita amar!
Hoje, trago aqui a informação sobre mais um monumento, que talvez você ingaense nem saiba da sua existência. Trata-se do Sitio arqueológico Pedra da Lua, situado no povoado de Chã dos Pereiras. Esse sitio apesar de não ser tão belo como as inscrições das famosas Itacoatiaras do Ingá, guarda em seus grafismos, significativa importância sobre um passado remoto ainda não documentado do nosso município.









Situada no sitio da Lagoa dos Cardeiros, as Inscrições rupestres Pedra da Lua, fazem parte de um roteiro o qual envolve uma paisagem composta por uma vegetação exuberante, maciços rochosos e múltiplas lagoas pleistocênicas.
Quando olho para tão bela paisagem rica em detalhes, contos, encantos memórias e histórias... Prefiro usar a máxima que é melhor somar do que desanimar!




Nenhum comentário:

Postar um comentário