quinta-feira, 6 de abril de 2017

O INGÁ E A REALIDADE CRUEL E PERIGOSA DO ABANDONO NAS RUAS DO MELHOR AMIGO DO HOMEM!



Foto: Alexandre Ferreira
Vamos falar de um assunto sério.

As redes sociais são a maior arma de comunicação nesse novo mundo e foi através do facebook e whatsapp que essa semana aconteceu mais uma das inúmeras vezes que já li reclamações de pessoas incomodadas com animais soltos na rua. Uma reclamação que tem diversas vertentes, hora é um acidente automobilístico, outra são doenças que comprometem a população ao redor, muitas vezes são maus tratos aos animais abandonados enfim estamos diante de um grande problema. 


Vejamos:

Dia 29/03 Um cachorro atropelado, ferido com lesões graves da coluna causa comoção via whatsapp. pessoas querendo um telefone de alguém que seja responsável por animais de rua, pois o animal estava sofrendo muito e precisava ser socorrido.
Apesar de todos os apelos em todas as redes ninguém responsável apareceu.
No outro dia, soubemos que uma pessoa da cidade de Itatuba o resgatou e olevou atéo veterinário local particular que o atendeu mesmo já passado seu horário de trabalho e fez o que estava ao alcance. Quem o socorreu vira sua tutora e acaba tomando pra si os custos que não são poucos. São muitas campanhas pedindo ajuda financeira para salvar animais abandonados ou vitimas de acidentes.

Foto: Sayonara




Ainda no mes de março em 03/03 de acordo com o blog Ingá Cidadão O prefeito Manoel da Lenha sofre acidente  na saída de Ingá, seu carro colidiu comumcavalo na pista e felizmente os danos foram apenas materiais.
O que não é um caso isolado, vários acidentes já ocorreram em pistas tanto de entrada como saída da cidade causando estragos tanto para o humano quanto para o animal.

Foto: Alexandre Ferreira


Teria um real responsável por todo esse problema em questão?!

O blog saiu atrás da opinião popular e ouviu depoimentos de alguns moradores de Ingá e região que preferiram não ser identificados, o que foi muito legal pois a população contaram casos e mostraram cada um ao seu modo uma solução:

" Meu Deus... Eu acho  que precisaria ter um canil, e campanhas de castração, e em casos como esse de atropelamento ter algum socorro publico, já estava bom para começar..."

"Na nossa cidade em primeiro lugar teria que ter conscientização das pessoas para não colocarem os cachorros para cruzar se não tem intenção de criar, por que muitos visam só o lucro e se não aparece comprador abandonam nas ruas, na maioria fêmeas aí quando vem o cio vira toda uma montanha de neve, pois elas vão ter seus filhotes na rua também. CONSCIENTIZAÇÃO É A PALAVRA CERTA!
Segundoque tem muitos cachorros abandonados precisando de um lar e pessoas que gostem de animais para poder adota-los. Cachorros de rua com fome e sede, precisam de cuidados, vacinados, castrados, na rua do cemitério tem vários doentes. tem um perto da minha casa que a dona foi morar em outra cidade e deixou ele, a situação é crítica, tem um tumor, está sem pelos e se voce passar na rua corre o risco de ser mordido por ele e outros que correm atrás das pessoas. Precisam de um lugar específico para serem tratados, pois os animais também fazem parte do planeta. e os doentes das ruas podem trazer doença para dentro de nossas casa, deitando nas calçadas onde crianças brincam, podendo leva-las ate a morte com raiva, rabuge e muitas outras doenças. Ter uma clínica veterinária pública melhoraria muito a nossa vida."

Foto: Alexandre Ferreira


"Tanto dinheiro gasto com festas... podendo ajudar a população deoutra maneira. Isso é utilidade pública. Já imaginou se algum cachorro doente morder alguém? Por aqui perto da minha casa tem uns que correm atras das pessoas que nem pele tem mais de tanta doença, Poderiamos prevenir e reverter essa situação se não teremos que gastar milhões com tratamento."

"Eu na verdade, acho um absurdo, um descaso. E fico passada com as pessoas que se dizem preocupadas e não abrem a boca nem pra falar um A ou B, se fazem de cegos. è um problema que todos sofrem, já pensou se um animal desse com calazar um mosquito pica ele e ele vai e pica seu filho e ai? Acho que existem representantes que precisam fazer jus ao cargo que tem, como uma vez fui pedir pra agoar o quintal lá de casa porque o cachorro tava com carrapato e me disseram que eu tinha que comprar o veneno."

"Primeiramente teria que ser criado um projeto de lei e ser aprovado na Câmara dos vereadores, para se criar uma Secretaria Especial dos Direitos dos Animais, depois disso feito, procurar pessoas de responsabilidade e amor pelos animais para tocar adiante o projeto, bem como, conscientizar a população, que seria uma secretaria de apoio, cuidado e atenções necessárias, mas não um abrigo de animais, pois iria existir uma superlotação e não daria conta. Primeiro faria o resgate, atendimento, procedimentos, acompanhamento, castraçoes para minimizar a superpopulação animal, e procuraria um lar para esses animais. A adoção viria após o animal está cuidado e pronto para receber um novo lar, com vacinas em dia e ter o acompanhamento 0800 por veterinários contratados pela secretaria, valendo salientar, que assim como uma policlínica, o espaço teria que contar com um veterinário de plantão, pois não se sabe a hora que vai precisar.
 Pelo projeto, a secretaria, faria o recolhimento de animais que tenham sido atropelados ou espancados, sofram de maus-tratos ou estejam abandonados e de cães bravios soltos, que coloquem em risco a população, além de fêmeas grávidas e filhotes. Mas nunca jamais esquecendo, RESGATE, TRATAMENTO, CUIDADOS ESPECIAIS E ADOÇÃO!"
Thaíse Britto - moradora de Itatuba

Foto: Alexandre Ferreira


Legislação - Decreto lei N° 24.645, de julho de 1934





O Decreto Nº 24.645/34 prevê pena para todo aquele que incorrer em seu artigo 3º, item V, “abandonar animal doente, ferido, extenuado ou mutilado, bem como deixar de ministrar-lhe tudo que humanitariamente se lhe possa prover, inclusive assistência veterinária”.




Confira no link abaixo a lei na íntegra:
www.arcabrasil.org.br/leis-maus.php

O JPB 2ºedição do dia 04/04 tras uma reportagem com um alerta sobre o perigo dos animais na pista. 

Você pode ver aqui:
http://g1.globo.com/pb/paraiba/jpb-2edicao/videos/t/edicoes/v/reportagem-faz-alerta-sobre-perigo-de-animais-na-pista/5777622/

A reportagem mostra animais de grande porte machucados todos envolvidos em acidentes de trânsito que estão no centro de zoonoses, todos sabemos que um local desse não é fácil para ser implantado num município, uma boa saída é promover campanhas de conscientização junto as pessoas e realizar ações de esterelização destes animais, eles também tem sentimento e precisam de amor e carinho.

Foto: Alexandre Ferreira

A questão muitas vezes pode passar despercebida pelas autoridades, então é bom que existam informações como essa para que possamos ver que existe sim um problema que tem que ser solucionado, sem tomar partido do que é certo ou errado, o que deve ter ou não no município, pois nem tudo é tão simples como parece ser. Se cada um fizer a sua parte, no final tudo da certo.

Foto: Internet



Um comentário:

  1. Eu concordo plenamente Alexandre, faço parte da comissão dos direitos do meio ambiente e dos animais pela OAB de Campina grande,o centro de zoonoses de campina realiza castração gratuita sob agendamento,se não me engano 20 por mês pra casa colaborador, mas não temos transporte pra levar esses animais até lá, no mais se nos juntarmos e conseguirmos os transportes de forma adequada conte comigo.

    ResponderExcluir