sexta-feira, 14 de abril de 2017

O DOCE ENGANO QUE SE TORNOU A PÁSCOA DO COELHO E DO CHOCOLATE!

Estava pensando agora pouco, como as tradições, os costumes, as normas e os padrões de comportamentos e conviviabilidade mudam em tão pouco espaço de tempo. E, quando nós, nos damos conta, nada mais é como fora no passado.


Como estamos na semana Santa, fui pego, repentinamente lembrando de como era esse período lá em casa quando eu era criança. Minha mãe colocava algumas regras que nós tínhamos que seguir à risca, como por exemplo:
·         Não cantar, ou demonstrar qualquer tipo de alegria;
·         Não falar alto ou gritar,
·         Não bater nos outros irmãos;
·         Não comer doce;
·         Não falar palavrões (coisa que era proibido lá em casa todo tempo).
Tudo isso segundo ela, era uma forma de nos compadecer e reconhecer o sofrimento que Jesus sofreu na cruz para nos salvar do pecado.
            O bom de tudo isso, era que se porventura, nós fizéssemos algo de errado, não haveria castigo físico, só alguns carrões, e olhadas ameaçadoras pelo canto do olho.
            Hoje, a história é outra. As pessoas parecem ter se afastado do sentido cristão e do verdadeiro significado da páscoa.
            As crianças gritam, berram, dançam o quadradinho de 8, brigam umas com as outras... Se empapuçam de chocolate e ovos botados por coelhos!
Nessa sociedade de ovos de coelhos e valores despedaçados, vale mais um ovo de chocolate do que a Ressurreição do Salvador!
           


Boa páscoa!!

Um comentário: