sábado, 15 de abril de 2017

"CAI,CAI TANAJURA QUE É TEMPO DE GORDURA!" NO INGÁ, AINDA VIVA A TRADIÇÃO DE SE COMER TANAJURAS

Quem nunca, quando criança, saiu na rua com um pano na mão, as carreiras, gritando desarvorado sem parar:
FOTO: ALEXANDRE FERREIRA

“Cai, cai tanajura
Que é tempo de gordura ?”

Eu já fiz isso, nem sei quantas vezes. Até hoje ainda faço. O fato é que comer Tanajuras, em  todas as regiões do Brasil, virou tradição.

FOTO: ALEXANDRE FERREIRA

Aqui no Ingá, durante as primeiras pancadas de chuva, ocorrem as revoadas de acasalamentos das içás (tanajuras) com os bitus, ou sapicocos, os machos dessas formigas. Mas em vez de saírem das tocas para encontrar parceiros, os insetos correm o risco de se depararem com homens, mulheres , SAPOS e crianças dispostos a caçá-los e levá-los do formigueiro para as panelas.






FOTOS: ALEXANDRE FERREIRA

Nessa disputa entre homens, mulheres e crianças pra ver quem pega mais tanajura, quem leva desvantagem são os sapos, que quase nada pode fazer para garantir sua parte nessa disputa de titãs.
Ainda não se sabe ao certo de onde veio e quem inventou essa tradição de fritar formigas no óleo ou manteiga quente. O Certo é que até hoje, o habito de comer tanajuras sobrevive entre as diversas classes sociais e é compartilhado por jovens, crianças e adultos. De acordo com a canal de noticias G1:

O costume de pegar as içás para fritar e comer os bumbuns delas foi herdado dos indígenas e passado através dos tempos aos tropeiros, antigos montadores de mulas. A tradição popular de consumir essa iguaria ainda se mantém viva no município. (http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2010/11/g1-visita-cidade-de-sp-onde-o-lugar-de-formiga-e-no-prato.html).



Ontem, aqui no Ingá, nós do Blog o Ingaense registramos um verdadeiro festival da caça ou da captura a Tanajura. Haviam pessoas correndo na rua, pula ali, pula acola, tentando derrubar uma pobre e infeliz formiga que voava tentando se esquivar dos golpes!
Mais adiante, registramos outro tumulto na beira do buraco de um formigueiro, onde homens, mulheres e crianças não davam oportunidade das pobres tanajuras degustarem as primeiras batidas de asas.
 O que, nós do Blog O Ingaense podemos perceber com muita alegria de todo esse frenesi em torno da caça a tanajura,  é que com essa postura, o ingaense ainda preserva e repassa para seus filhos, parte daquilo que foi construído no passado... 


FOTO: ALEXANDRE FERREIRA


Confira abaixo receita de farofa de Tanajura:

Tempo de preparo:
·         5 minutos




Ingredientes básicos:
·         1 colher grande de banha de porco derretida;
·         1 porção (120g a 140g) de tanajuras limpas (sem ferrão, asa, pernas e cabeça)
·         Sal
·         Cebolinha
·          Farinha de mandioca crua

Modo de preparo:
·         Jogar a banha numa panela com fogo baixo
·          Depois jogar as tanajuras na panela com a banha
·         Mexer os ingredientes
·         Quando perceber que as formigas estão crocantes, jogar sal (uma colher de café) e alho (uma colher de café)
·          Mexer bem e deixar o alho fritar junto com as tanajuras
·         Jogar farinha de mandioca crua (meio copo americano)
·          Mexer e tirar a panela do fogo para não queimar
·         Tirar as tanajuras junto com a farinha e depositá-las num prato
·         Jogar cebolinha

2 comentários:

  1. Que saudade do meu tempo de criança. Comer tanajura sempre foi uma delícia!!

    ResponderExcluir
  2. Hoje não tenho mais coragem de comer,mas quando era criança comia até enjoar.
    Meu pai pegava um balde de tirar leite cheio,era uma festa kkkk

    ResponderExcluir